Onde Comprar: Saraiva - Submarino - Americanas - Fnac
Autora: Laini Taylor
Editora: Intrínseca
Número de Páginas: 384
ISBN: 9788580572483
Sinopse:Pelos quatro cantos da Terra, marcas de mãos negras aparecem nas portas das casas, gravadas a fogo por seres alados que surgem de uma fenda no céu.Em uma loja sombria e empoeirada, o estoque de dentes de um demônio está perigosamente baixo. E, nas tumultuadas ruas de Praga, uma jovem estudante de arte está prestes a se envolver em uma guerra de outro mundo.O nome dela é Karou. Seus cadernos de desenho são repletos de monstros que podem ou não ser reais; ela desaparece e ressurge do nada, despachada em enigmáticas missões; fala diversas línguas, nem todas humanas, e seu cabelo azul nasce exatamente dessa cor. Quem ela é de verdade? A pergunta a persegue, e o caminho até a resposta começa no olhar abrasador de um completo estranho. Um romance moderno e arrebatador, em que batalhas épicas e um amor proibido unem-se na esperança de um mundo refeito. 





Resenha: Esse livro já está nos meus favoritos, com toda certeza! 


Karou é uma menina um tanto peculiar, seu cabelo azul nasce azul, com vária tatuagens pelo corpo, ela não sabe quem são seus pais ou nem de onde ela veio. Karou vive em Praga, em um pequeno e aconchegante apartamento. Estuda no Liceu de Arte Boêmia, onde é conhecida por seus desenhos lindos e intrigantes(e eram tantos que Karou já tinha mais de 90 cadernos em seu apartamento), e sempre que a perguntavam de onde ela tirava tudo aquilo, ela respondia com um sorriso de lado: "Não criei, isso tudo é real." 

Claro, ninguém acreditava, já que seus desenhos se tratavam de seres com chifres, asas, partes humanas misturadas com partes de animais, e coisas de todo o tipo.


Sua melhor amiga, Zuzana, que é da mesma escola que ela, sempre se preocupou com Karou, já que ela sempre desaparecia em missões misteriosas, voltando rápido ou demorando dias, e algumas vezes voltava até ferida e/ou doente, e Zuzana sempre questionava Karou sobre seus desaparecimentos, o motivo deles e quem ela realmente era, já que ninguém sabia nada sobre sua família e sua descendência, e Zuzana, como uma boa amiga, queria saber tudo.


Mas nem Karou podia responder isso, já que não sabia quem era, e sempre questionava isso de Brimstone, dono de uma loja de desejos, onde desde sempre Karou foi criada, cresce lá, e Brimstone, Issa, Twiga e Yasri(os seres que ela desenha nos cadernos), que eram sua coisa mais próxima de família. E também era ele (Brimstone) que a mandava para missões muito estranhas. Karou tinha que ir a diversos lugares do mundo, de Paris a India, em busca de dentes. Claro, ela não fazia ideia do porque de ir atrás desses dentes, e por mais que ela perguntasse a Brimstone, sempre voltava pra casa sem uma resposta. Para ir a essas cidades, Karou usava apenas uma porta, que ela podia entrar quando estava em Praga e sair em qualquer lugar do mundo. Quando entrava nessa porta, ia para a loja de Brimstone, e pelo fato de entrar por um lugar, e sair por outro, ela costumava chamar o lugar onde ficava a loja de "Outro Lugar". 


Um dia, durante uma missão em Marrakech, quando estava voltando para a loja, Karou foi surpreendida com o aparecimento de um serafim, que só depois ela foi saber o nome, Akiva. Ele era a coisa mais linda que Karou já tinha visto, apesar de estar armado e prestes a matá-la, ela não pode deixar de reparar sua beleza e tentar memorizar seus traços para depois poder desenhá-lo, um ato um pouco insano, levando em conta que ela podia morrer naquele momento, e não teria a oportunidade de desenhá-lo.


Karou realmente achou que ia morrer, já que ele tinha espadas e ela estava desarmada, mas acabou escapando de uma forma misteriosa. Foi tudo muito estranho para Karou, e só depois ela percebeu que as respostas que ela tanto procurava estavam com o serafim que quase a matou.

 

Ela acaba descobrindo que estava diante de um passado sombrio, que envolvia uma grande guerra entre os Quimeras e os Serafins, e Karou queria entender tudo, e estava disposta a achar essas respostas. Essa vontade só aumentou quando, em uma noite, Kishmish aparece na varandinha de seu apartamento, mas algo estava errado, ele estava pegando fogo! Karou ficou desesperada, e logo após a morte de Kishmish, ela reparou que ele trazia algo: era o osso da sorte de Brimstone, que ela nunca pode tocar, e ficou um pouco receosa, mas pegou o osso e pendurou no pescoço, como Brimstone costumava usar, e só então ela percebeu a terrível verdade. 


O "portal" estava pegando fogo, e ela não poderia mais ver sua família. Com muita vontade de reencontrá-los, Karou não pensou duas vezes em procuram um jeito de vê-los novamente, mesmo com Akiva, o serrafim que quase a matou, reaparecendo. Apesar de quase ter sido morta por ele, ela sentia algo diferente agora, algo um tanto estranho: sentia que já o conhecia, mas como isso era possível? Aos poucos, ela descobre tudo.




Oque acharam da resenha??? Esse livro é realmente bom, mas depende do tipo de leitura que você gosta, eu amei e tô louca pra comprar o segundo!!! Deixei um mistério no fim da resenha, quem quiser saber vai ter que ler o livro (sou má).
Beijos da Gab!


6 Comentários

  1. Adorei sua resenha, você me deixou ainda mais curiosa!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Tomara que você goste do livro. Beijos!!

      Excluir
  2. Parece um livro legal, sempre penso em comprá-lo quando tá em promoção e desisto hehe

    beijos
    Bia - www.livredujour.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É super legal, eu comprei em promoção e não me arrependi!!!
      Beijos.

      Excluir
  3. Ultimamente este livro tem sido bem aclamado pelos leitores, e como leio muitaaa fantasia e ficção logo coloquei na minha listinha de vou ler do skoob. E apesar disso, a sua é a primeira resenha que leio do livro.
    Agora quero muito ler, parece-me uma história legal. Com exceção dos nomes, que já vi que vou me enrolar toda nas pronuncias U.U

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você com certeza vai adorar, é super legal e eu tô doida pra comprar o segundo!
      Os nomes são meio difíceis mesmo, mas você se acostuma.

      Beijos.

      Excluir