Outra resenha para vocês (podem comemorar).

Eu achei que ia demorar mais para postar outra resenha, mas acabei lendo rápido, e resolvi postar logo!
Vou tentar dar uma acelerada nas minhas leituras pra fazer mais resenhas, então, em breve tem muito mais!
Espero que vocês gostem.






"Livro - Iron Man Minha Jornada com o Black Sabbat
Onde comprar: Saraiva - Submarino - Americanas - Fnac
Autor: Tony Iommia
Editora: Planeta
Número da Páginas: 400
ISBN: 9788542201192
Sinopse: "Um ídolo do rock sempre tem muita coisa para contar. E esta é a história de um dos mais importantes guitarristas de todos os tempos.Único membro que esteve desde sempre no Black Sabbath, Tony Iommi criou alguns dos riffs de guitarra mais memoráveis e conquistou uma imensa horda de fãs em todos os continentes, ao lado de colegas de banda igualmente inesquecíveis, como Ozzy Osbourne, Geezer Butler, Bill Ward, Ronnie James Dio, entre outros. Em Iron Man, ele consegue criar uma autobiografia com todos os elementos que você esperava ler aqui: a infância na Inglaterra, a formação do Black Sabbath, as turnês insanas, os casamentos, as bebidas, as drogas, as brigas, a criação das músicas e as histórias mais malucas que você possa imaginar (ou que talvez nem imagine). Afinal, um homem que se tornou guitarrista mesmo tendo perdido a ponta dos dedos merece nossa atenção. Quem nunca balançou a cabeça ao som do riff de "Iron Man"?"


Resenha: Uma palavra define esse livro:  INCRÍVEL! Quem é fã do Tony e do Black Sabbath precisa ler esse livro!

Ele fala um pouca da vida do Tony e de seu jornada com o Black Sabbath (claro). É muito bom poder ler a história do Black Sabbath escrita do jeito do Iommi, já que ele é o único membro que original que sempre esteve na banda.

Não é um livro mega detalhada contado tudo sobre a vida do Tony e sobre a banda (até porque não é esse o objetivo do livro), mas dá pra perceber muito bem como não foi nada fácil, nem a vida dele, nem estar na banda.

O livro conta os altos e baixos da banda, as separações, a entrada de novos integrantes, como era o processo de criação das músicas, enfim, de tudo um pouco, e também como a vida do Tony não foi sempre mil maravilhas, principalmente levando em conta que o livro começa com ele perdendo a ponta dos dedos, imagina só, um guitarrista, no início da carreira, perde a ponta dos dedos, já dá pra ter uma perspectiva do livro e de como a vida dele e a formação da carreira realmente não foram fáceis!

Ele também relata sobre as drogas, que olha, eram muita, só não diz exatamente como parou de usá-las.

É um livro muito engraçado, principalmente as partes que ele narra todas as brincadeiras que rolavam entre os membros das bandas (quem sofria mais era, e deve ser até o hoje, é/era o Bill).

Super indico, principalmente para os fãs do Sabbath, mas acho que vale a pena ler, mesmo que não seja fã.

Muitos não concordam, mas pra mim, o Tony é um exemplo de como se faz de coisas, de que persistir no seu sonho vale a pena! 





Gostaram da resenha??? Não deixem de comentar!
Beijão!!


Deixe um comentário