Bela MaldadeCompare preços aqui!
Autora: Rebbeca James
Editora: Intrínseca
Páginas: 302
Skoob
Sinopse: "Após uma horrível tragédia que deixou sua família, antes perfeita, devastada, Katherine Patterson se muda para uma nova cidade e inicia uma nova vida em um tranquilo anonimato. Mas seu plano de viver solitária e discretamente se torna difícil quando ela conhece a linda e sociável Alice Parrie. Incapaz de resistir à atenção que Alice lhe dedica, Katherine fica encantada com aquele entusiasmo contagiante, e logo as duas começam uma intensa amizade. No entanto, conviver com Alice é complicado. Quando Katherine passa a conhecê-la melhor, percebe que, embora possa ser encantadora, a amiga também tem um lado sombrio. E, por vezes, cruel. Ao se perguntar se Alice é realmente o tipo de pessoa que deseja ter por perto, Katherine descobre mais uma coisa sobre a amiga: Alice não gosta de ser rejeitada..."

Resenha: Digamos que a palavra definidora desse livro é: surpreendente. Tive muita dificuldade em lê-lo no início, a leitura não fluía de jeito nenhum e qualquer coisinha tirava minha atenção. Mas vamos ao que interessa, depois comento mais da minha opinião.

Como diz na capa, o livro é um thriller psicológico um tanto interessante. O livro meio que começa no fim, e durante os capítulos, uns se passam no passado e outros no futuro, oque no início confunde um pouco, mas que eu achei muito interessante e até uma forma melhor de contar a história, se fosse em ordem totalmente cronológica, acho que não seria tão interessante como é...

Tudo corre em volta da tragédia que aconteceu na família de Katherine, que no início me irritou bastante, de verdade. Eu sou muito curiosa e não gosto muito de suspense, e toda hora sendo mencionada a tragédia como o segredo da Katherine sem revelar, me deixou angustiada, mas olha, que jogada! Todo esse drama faz você querer devorar o livro, só pra descobrir logo oque aconteceu.

Pensei bastante e decidi não revelar aqui o tal segredo, a tragédia, acho que seria um spoiler bem chato hahaha Enfim, depois dessa tragédia, Katherine decidiu se mudar, sair de sua cidade onde todos conheciam as irmãs Boydell, e foi viver com sua tia em uma cidade nova, totalmente disposta a vive no anonimato.

"Estou me escondendo, sei disso, estou sendo covarde, mas neste exato momento preciso ser invisível, ser o tipo de pessoa que não desperta nenhuma curiosidade. De modo que eles nunca precisem descobrir quem eu realmente sou - nem o que aconteceu em Melbourne."
Seus planos corriam bem, até que um dia, uma menina espalhafatosa e simpática, foi falar com ela: Alice.

Ela a conhecia, claro, Alice era mega popular, e ela obviamente estranhou esse contato, mas se sentiu estranhamente bem com ela. Desde a tragédia, ela tentava passar despercebida, não queria se aproximar de ninguém e muito menos chamar a atenção, mas quando começou a sair com Alice e se aproximar dela, se sentiu bem, afinal, ela já tinha sido popular e sabia muito bem como era ser bem tratada.

Mas Alice era o tipo de pessoa complicada: ela era encantadora e envolvia todos que estavam perto em uma boa aura, todos se sentiam bem, mas ao mesmo tempo ela podia ser cruel e perversa.

Durante todo o livro a gente percebe essa "bipolaridade" de Alice, e algumas vezes até me surpreendia em como ela podia ser má, ficava de queixo caído.

Muita coisa acontece no livro, e a cada página você quer correr a leitura, pular partes, só pra saber como termina, se Katherine vai ficar bem, como termina e tudo mais.

A Rebecca escreve excepcionalmente bem, incrível como você consegue se envolver na história e sofrer com a Katherine, ficar feliz quando ela tá feliz e sentir tudo oque ela sente, inclusive a raiva da Alice.

Confesso que quis matar essa desgraçada, mas no fim, acabei me rendendo ao mesmo sentimento da Katie: senti piedade dela!

É super recomendado, apesar de no início eu não me envolver, não fluir, logo depois fica tão instigante que você não quer soltar!

Ah, e como vocês podem ver pelas fotos, a capa é lindaaa! Eu amei o fato dessas letras mudarem de cor conforme você meche e passa pela luz, essa edição é maravilhosa ♥

E nããão, eu não esqueci! Esse foi o segundo lido da maratona literária #EUSOUDOIDEIRA, então, vamos á música:

Escolhi Paranoid, do Black Sabbath, porque pra mim, define a Alice. Ela é maluca, paranoica, psicopata, e sim, ela precisava de ajuda!!!
Quem aí ama Black Sabbath também??? \o/

9 Comentários

  1. Já li esse livro, li em um dia, rs. Viciante !

    ResponderExcluir
  2. Nossa que legal, eu quero ler este livro....
    http://clubedabelezaemaquiagem.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Parece muito bom! Fiquei com vontade de ler *-*

    ResponderExcluir
  4. Menina , já Vi falar muito desse livro , espero lê-lo logo.
    Beijos !!!
    seforasilva.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É realmente muuuito bom hahahaha
      Beijosss

      Excluir
  5. Oi Gab!
    Menina já vi pessoas falando desse livro bem, e vejo ele sempre em promoção na Saraiva mas nunca compro. kkkk...acho que vou dá uma chance. É bacana né quando um livro nos surpreende? As vezes uma leitura sem pretensão e logo a surpresa.

    Beijo

    ResponderExcluir