Compre aqui!
Autor: Neil Gaiman  Ilustrações: Chris Riddell
Editora: Rocco
Páginas: 72
Sinopse: Em uma sombria e fascinante história, as mais queridas princesas dos contos de fadas são reinventadas de maneira brilhante pelo inglês Neil Gaiman e o ilustrador Chis Riddell. Em A Bela e a Adormecida, uma jovem rainha é informada, na véspera de seu casamento, sobre uma estranha praga que assola as fronteiras do seu reino, um sono mágico que se espalha pelo território vizinho e ameaça os seus domínios. Na companhia de três anões, a rainha abandona o fino vestido da festa, pega sua espada e armadura e parte pelos túneis dos anões para o reino adormecido. Uma viagem repleta de ação e suspense que leva a uma surpreendente descoberta. Misturando o conhecido e o novo com perfeita sintonia, Gaiman cria mais uma obra repleta de magia e aventura capaz de hipnotizar o mais exigente dos leitores.

Olá leitores do Thousand Lives to Live. Aqui é a Ana! Alguns podem se lembrar de mim por um post de mais de um ano atrás - esse aqui. Depois desse gigantesco hiato, aqui estou novamente. Quem me conhece sabe o quanto eu sou apaixonada pelo autor britânico Neil Gaiman. E a resenha de hoje é do livro mais recente dele a ser publicado no Brasil: A Bela e a Adormecida.

Vou começar comentando o quanto a edição é belíssima. Foi publicada em 2015 pelo selo Jovens Leitores da Rocco. Em capa dura, o livro tem uma capa externa lindíssima que cria um efeito sobreposto maravilhoso. As ilustrações de Riddell são impressionantes e muito belas e a da capa se destaca. São 72 páginas de muito amor e encanto com a história e o trabalho de Riddell.
A história é uma releitura de dois contos de fadas: A Bela Adormecida e Branca de Neve. No universo criado por Gaiman, uma jovem rainha, em vias de se casar, descobre que uma maldição vinda do reino vizinho está botando todos para dormir. Assim como em muitas releituras da Branca de Neve, Gaiman a retrata como uma jovem rainha-guerreira forte e aventureira. A rainha, acompanhada dos anões - seus fiéis companheiros, decide ir até o que parece ser o centro da maldição a fim de interromper o feitiço sonífero. Ao chegar no castelo, depois de uma desagradável batalha com pessoas desacordadas, ela acaba descobrindo que a lenda que chegou aos seus ouvidos estava um pouco equívocada.

Ela estava sentada na cama. Tinha uma aparência tão bela e tão jovem. A rainha olhou para a menina e reconheceu algo nela: o mesmo olhar que vira nos olhos da madrasta, e soube que espécie de criatura era essa garota. (Gaiman, p. 54)
As personagens são maravilhosamente cativantes. Como em várias obras de Neil Gaiman, a representatividade de personagens femininas em situações de poder e independências é sempre bem evidente. Tanto a rainha quanto a bruxa são personagens muito bem elaboradas e seus motivos e desejos são expostos de maneira sutil ao longo da história. Os anões são divertidos de acompanhar e são extremamente leais às causas de sua rainha.

Nem passaria pela cabeça dos anões presentear a jovem rainha com algo que eles tivessem extraído do fundo da terra. (...) É a distância que torna especial o presente, assim acreditavam os anões. (Gaiman, p. 10)
O desenrolar da narrativa e o desfecho do conto são intrigantes e surpreendentes. A jornada da rainha ao reino vizinho é repleta de aventuras inesperadas. As duas perspectivas usadas para contar a história e como elas se completam são uma caracteristica bem marcante do livro e também de outras obras do autor. A todos que, como eu, são apaixonados por contos de fadas ou simplesmente por uma boa história de fantasia, esse livro está mais do que recomendado.

12 Comentários

  1. Oiii, tudo bem?
    Menina que livro maravilhoso, quero agora para mim!! O que esperar do Neil né?
    É um ótimo autor, adorei a edição e o texto <3
    Beijinhos
    segredosliterarios-oficial.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Morgana! Tudo bem sim e contigo? Ele é realmente maravilhoso ♥ Que bom que gostou!

      Beijo!

      Excluir
  2. Olá, tudo bem?

    Eu amo fábulas e releituras de contos, sempre acho que ficam melhores e mais cativantes, li alguns nesse nicho ano passado e um esse ano e amei demais. Super me interessei pela leitura desse e que capa maravilhosa. Amei a indicação de hoje.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Tudo bem sim e do lado daí? Que bom que gostou da indicação! Eu também amo esse tipo de leitura e esse não fica nada a desejar :)

      Beijo!

      Excluir
  3. O que mais me chamou atenção nessa obra foram as ilustrações, são lindas. Acredita q nunca li nada dele? Ate tenho um livro mas não li.

    Coração leitor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jessica! As ilustrações sozinha já valem a leitura do livro. São lindas MESMO. Dê uma chance para o seu livro encostado do Gaiman! Você, com certeza, não vai se arrepender.

      Excluir
  4. Primeiramente: Leria esse livro só pela diagramação "Que Luxo"
    Gosto muito de ler releituras, e essa sendo de quem deve ser sem duvida muito boa. Adorei a resenha e a indicação. Seja bem vinda de volta Ana espero que tenha voltado para ficar em ;)
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thais! Com certeza, é de impressionar qualquer um! Te garanto que você vai aproveitar a leitura. Muito obrigada ♥

      Excluir
  5. Oiie
    Adorei sua resenha e estou curiosa para ler desde que lançou, adorei o gênero, o enredo e a ideia do livro, muito legal a dica

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Catharina! Que bom que gostou!

      Beijo

      Excluir
  6. Olá Ana.
    Que resenha linda.
    Eu adoro a escrita do Neil Gaiman, e quero ler esse livrinho assim que puder. Além de tudo, amo contos de fadas e releituras. ^^

    Beijos
    http://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo elogio, Carol! Com certeza você vai aproveitar a leitura!

      Beijo!

      Excluir